Voa Zines nasceu em 2018 e é uma coleção de publicações lúdicas, ficcionais ou não ficcionais, editadas de maneira independente. Um projeto autoral do Estúdio Voador, nossa nave-mãe. Com essas publicações, feitas em formatos diversos de forma experimental, buscamos despertar nas pessoas, brincando, uma pergunta que cutuque lá no fundo e que as faça pensar que a infância não é uma fase ou uma passagem, mas algo que vive de mãos dadas com a gente. Um jeito novo de olhar o tempo, a pedra, o mato? Uma forma de dizer que o mundo da criança e do adulto podem ser o mesmo?

Em  DESCABIDO DISPARATADO , nosso blocão de binômios fantásticos, convidamos o leitor a criar contos que servem para nada. É misturar duas palavras e imaginar todas as possibilidades que elas carregam em seus (não) significados. Só por diversão.

Em DESCABIDO DISPARATADO,
nosso blocão de binômios fantásticos, convidamos o leitor a criar contos que servem para nada. É misturar duas palavras e imaginar todas as possibilidades que elas carregam em seus (não) significados.
Só por diversão.

A PEDRA PAULA , a personagem durona mais amável de todos os tempos, nasceu duas vezes: quando Ana Paula Campos decidiu registrar suas facetas, e depois quando Elisa Carareto escolheu ilustrá- las. Certeza que ela vai nascer de novo quando você ler a história. Afinal, uma pedra não é só uma pedra.

A PEDRA PAULA,
a personagem durona mais amável de todos os tempos, nasceu duas vezes: quando Ana Paula Campos decidiu registrar suas facetas, e depois quando Elisa Carareto escolheu ilustrá- las. Certeza que ela vai nascer de novo quando você ler a história. Afinal, uma pedra não é só uma pedra.

FILOTECA  para colecionadores de botânicas imaginárias é um pequeno manual para observar a natureza fantástica. Neste zine sanfona, pra gente ir e voltar sem pressa, tivemos a ousadia de cultivar um jardim com as ilustrações fabulosas de Catarina Sobral e Mariana Zanetti. O texto é de Thais Caramico.

FILOTECA para colecionadores de botânicas imaginárias é um pequeno manual para observar a natureza fantástica. Neste zine sanfona, pra gente ir e voltar sem pressa, tivemos a ousadia de cultivar um jardim com as ilustrações fabulosas de Catarina Sobral e Mariana Zanetti. O texto é de Thais Caramico.